Pular para o conteúdo

Mercado de serviços de TI no Brasil projeta crescimento para 2022

Mercado de serviços de TI no Brasil projeta crescimento para 2022

Estudo revela que mercado de serviços de TI no Brasil cresceu 5,9% em 2021 e tem boas expectativas para 2022; confira o que deverá impactar esse avanço.

Imagem de Gerd Altmann por Pixabay

O estudo IDC IT Services Tracker Brazil 2021 revela que o faturamento do mercado de serviços de TI no Brasil ultrapassou os R$ 46 bilhões em 2021, um crescimento de 5,9% em relação ao ano anterior.

O aumento foi impulsionado, principalmente, pelo segmento de serviços gerenciados, com grande destaque para provedores de serviços de data centers, muito buscados não só pelo mercado corporativo, mas pelos provedores de infraestrutura de cloud, tanto pública quanto privada.

Hospedagem e consultoria se destacaram no mercado de TI

Nesse cenário, os serviços de infraestrutura de hospedagem foram os que tiveram maior avanço, segundo o estudo, chegando perto de 12% de crescimento, seguidos pela linha de serviços de consultoria de TI, com ganho de 8%.

“A procura das empresas por advisoring para iniciativas visando a otimização financeira, somada aos objetivos comerciais pela introdução e o aprimoramento de produtos e serviços, motivou grande parte dos projetos de consultoria, desenvolvimento e integração”, explica Luiz Fernando Monteiro, analista de Pesquisa e Consultoria em Serviços de TI da IDC Brasil.

2021 também foi caracterizado por expansões

O estudo mostra também que 2021 foi um ano caracterizado por expansões em um mercado mais aquecido, com pautas direcionadas à extração de benefícios decorrentes da modernização e da transformação digital aceleradas pela pandemia.

“As principais demandas envolveram projetos compostos por cloud, cibersegurança e data management/analytics como apoio para diferenciação e melhor atendimento aos clientes por parte de empresas de todas as verticais e segmentos de mercado”, avalia Monteiro.

Projeções para 2022

Em relação a 2022, o analista da IDC Brasil projeta um crescimento superior ao do ano passado e destaca que “os desafios e acontecimentos macroeconômicos como guerras, eleições, Copa do Mundo e falta de componentes de hardware, somados às questões relativas à mão de obra especializada, devem permanecer em destaque neste ano. Como resultado, enxergamos uma demanda maior por parcerias e soluções de tecnologia que auxiliem as corporações a superarem esses obstáculos”.

5G pode impulsionar o crescimento em TI

Para este ano, a IDC Brasil também prevê que os serviços direcionados a um melhor aproveitamento dos dados devem permanecer ocupando grande espaço das pautas das organizações, especialmente no que se refere a múltiplos ambientes e preocupações com cibersegurança.

Além disso, as definições referentes ao início da operação do 5G já estão endereçadas e é esperado que projetos envolvendo essa conectividade estejam cada vez mais presentes, principalmente a partir do momento em que o mercado compreenda mais profundamente as inúmeras aplicabilidades da tecnologia.

 

 

Fonte: Consumidor Moderno